Restam seis vagas abertas

Por Américo Teixeira Junior

Pierre Gasly e a Scuderia AlphaTauri romperam em Monza a hegemonia de vitórias de Mercedes/Ferrari/Red Bull que já durava desde 2013, quando Kimi Raikkonen venceu o Grande Prêmio da Austrália com Lotus – Fotos Getty Images/Red Bull Content Pool (Portimão, Portugal, 23.10.2020)

Acompanhe o Diário Motorsport no YoutubeTwitter e Facebook

A AlphaTauri divulgou nesta quarta-feira, 28, a renovação com Pierre Gasly para a temporada 2021 da Fórmula 1. A permanência sob o guarda-chuva da Red Bull era certa, mas restava saber se o vencedor do Grande Prêmio da Itália voltaria ou não para o time principal.

A decisão coroou o bom momento do piloto francês, uma vez que sua passagem pela Red Bull Racing foi traumática e o retorno para a ex-Toro Rosso, na forma de rebaixamento, na verdade representou o renascimento de Gasly na Fórmula 1.

Com a definição, falta ainda definir quem será o segundo piloto comandado por Franz Tost. É iminente a saída do russo Daniil Kvyat e, para seu lugar, destaca-se como favorito o japonês Yuki Tsunoda, que tem apoio da Honda.

Alex Albon é outro que te, futuro incerto. Com atuação errática, não é aposta certeira para o segundo carro da Red Bull em 2021, aliás, muito pelo contrário.

Na Alfa Romeu, Kimi Raikkonen terá 41 anos quando o campeonato terminar, em Abu Dhabi. Embora o verbo “aposentar” venha aparecendo com certa frequência na mesma frase com o finlandês, sua permanência passou a ser fortemente considerada para ser uma espécie de tutor de Mick Schumacher, alemão de 21 anos cotadíssimo para substituir Antonio Giovinazzi.

O francês Romain Grosjean (34) e o dinamarquês Kevin Magnussen (28) não estarão Haas em 2021. O anúncio foi feito em 22 de outubro pela equipe, masos substitutos não foram revelados. Entretanto o russo Nikita Mazepin (21) já teria fechado. Sergio Pérez é dado como nome forte para a outra vaga. De certa forma, a contratação de Mazepin eliminaria alguma chance dos pilotos ligados à Ferrari, como o próprio Schumacher, o inglês Callum Ilott (21) e o russo Robert Shwartzman (21).

Já na Williams, antes da venda para o Dorilton Capital, Claire Williams já havia confirmado os pilotos George Russell (22) e Nicholas Latifi (25) para 2021. Não está clara, porém, a atitude da nova direção sobre isso. Conheça como está o grid para o ano que vem:

Equipe2020Definido para 2021
Mercedes-AMG F1 TeamLewis HamiltonLewis Hamilton
Valtteri BottasValtteri Bottas
Scuderia FerrariCharles LeclercCharles Leclerc
Sebastian VettelCarlos Sainz Jr.
Red Bull RacingMax VerstappenMax Verstappen
Alex AlbonSergio Pérez (cotado)
Nico Hulkenberg (cotado)
McLaren F1 TeamLando NorrisLando Norris
Carlos Sainz Jr.Daniel Ricciardo
Renault DP World F1 TeamEsteban OconEsteban Ocon
Daniel RicciardoFernando Alonso
Scuderia AlphaTauriPierre GaslyPierre Gasly
Daniil KvyatYuki Tsunoda (cotado)
Aston Martin Racing *Lance StrollLance Stroll
Sergio PérezSebastian Vettel
Alfa Romeo RacingKimi RaikkonenKimi Raikkonen (cotado)
Antonio GiovinazziMick Schumacher (cotado)
Haas F1 TeamRomain GrosjeanNikita Mazepin (cotado)
Kevin MagnussenSergio Pérez (cotado)
Williams RacingGeorge RussellGeorge Russell
Nicholas LatifiNicholas Latifi

Diário Motorsport faz Jornalismo Independente e compromissado unicamente com o Leitor. Se você aprecia nosso trabalho, participe de nossas ações para que possamos continuar.

CLIQUE AQUI e conheça os benefícios

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here