Presidente da Associação, Felipe Giaffone repete o mesmo protocolo usado no pleito de 2017

Por Américo Teixeira Junior

Acompanhe o Diário Motorsport no Youtube Twitter  Facebook

A ABPA, Associação Brasileira de Pilotos de Automobilismo, está definindo neste semana em quem seu representante legal, o piloto Felipe Giaffone, votará nas eleições da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), no próximo dia 15 de janeiro de 2021.

Segundo Giaffone, a opção por Milton Sperafico ou Giovanni Guerra será conhecida no início da próxima semana. Em 2017, sua preferência pessoal era Waldner Bernardo, mas votou em Sperafico, que foi o mais votado pelos associados.

No dia daquela eleição, a chapa de oposição tentou impugnar o voto da ABPA, pois acreditava que o presidente da associação não respeitaria a maioria. O constrangimento foi geral, principalmente por Giaffone ter honrado o compromisso assumido, não sem antes protestar veemente. Chegou, inclusive, a fotografar o voto, para provar seu procedimento.

Na atual disputa, o comentarista da Rede Globo já manifestou publicamente seu apoio à candidatura de Giovanni Guerra, mas reiterou que sua atitude será a mesma da vez passada.

A presença do representante dos pilotos na eleição é assegurada pela Lei nº 9.615, de 24 de março de 1998, a chamada Lei Pelé, e regulamentada pela Lei nº 13.155, de 4 de agosto de 2015.


Capa/Destaque: Felipe Giaffone – Foto Duda Bairros/+Brasil (Goiânia, Goiás, 15.08.2020)

Diário Motorsport é Jornalismo independente, investigativo, de opinião. Se você aprecia nosso trabalho, participe de nossas ações para que possamos continuar.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here