O chefe de equipe Carlos Alves e o piloto Rafa Matos em Pinhais (Foto Stock Car)
O chefe de equipe Carlos Alves e o piloto Rafa Matos em Pinhais (Foto Stock Car)

Por Americo Teixeira Junior – Bem que o experiente piloto mineiro Rafa Matos, da Schin Racing Team, tentou desviar da traseira do carro de Tiago Camilo, da Ipiranga RCM, mas a aproximação foi de tal maneira rápida que ele não conseguiu evitar o choque, sendo o primeiro a bater no múltiplo acidente em Pinhais, no domingo passado. Tudo isso aconteceu, mesmo tenho havido uma comunicação de rádio anterior.

O chefe de equipe Carlos Alves, veterano ex-piloto que durante muitos anos correu na própria Stock Car, confirmou ao Diário Motorsport que conseguiu se comunicar com seu piloto. “Quando vi que o carro do Thiago [Camilo] estava lento na reta, avisei ao Rafa [Matos] pelo rádio, porém, não consegui informar qual era a localização exata do carro”disse Alves, numa outra demonstração da visão limitada no posto das equipes, questão já levantada por William Lube, da Voxx Racing. “No momento que passamos a mensagem pelo rádio, o Rafa já estava com o Push to Pass acionado na freada da [curva da] Vitória”, completou,

O aviso do chefe de equipe não foi o bastante para que o piloto tomasse alguma atitude em razão de não ter sido possível, naquele momento, entender a real gravidade da situação. “Ao ser avisado pelo Carlos Alves sobre o incidente com o Thiago, Imaginei que ele estivesse na grama, não na pista”, disse o piloto, que reforçou a tese da insuficiência da bandeira branca. “A meu ver, os comissários deveriam ter acionado a bandeira amarela, não somente a branca”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here