A movimentação de Sergio Pérez rumo ao mercado indica ser iminente o anúncio de Sebastian Vettel para a futura Aston Martin Racing

Por Américo Teixeira Junior

Sergio Pérez cumpre a sua 10ª temporada na Fórmula 1 – Fotos Glenn Dunbar/Racing Point Media (Barcelona, Espanha, 28.02.2020)

Único representante latino-americano atualmente na Fórmula 1 como titular, o mexicano Sergio Pérez anunciou hoje, 9, que não continuará na atual Racing Point ao término da temporada 2020, apesar de ter contrato até 2022. Mais do que isso, trata-se de uma espécie de sinal verde para que a contratação do tetracampeão Sebastian Vettel seja anunciada.

Sua carreira foi impactada negativamente neste ano, quando deixou de participar das duas etapas realizadas em Silverstone, na Inglaterra, por ter testado positivo para o Covid-19.

Embora não divulgada, a manobra representará milhões no bolso do piloto, uma vez que, além da questão contratual, há outro elemento bem presente na história recente da equipe. Coube a Pérez e seus parceiros comerciais garantir os salários da antiga Force India no ápice da crise que resultou na venda para Lawrence Stroll.

Dados não confirmados indicam que esse aporte emergencial teria se transformado em cotas da equipe, de posse da empresa de Pérez. Dessa forma, não haveria apenas eventual multa contratual, mas também a compra de uma suposta fatia que ele teria da ex-Force India, atual Racing Point e futura Aston Martin.

O competidor revela, ainda não estar se aposentando e que luta para permanecer na categoria, apesar de não ter um plano B. Seu nome tem sido vinculado à Haas, desde que a contratação de Sebastian Vettel tomou corpo.

Veja o comunicado completo:

Conheça o canal do Diário Motorsport no YouTube. Clique aqui.
Siga o Diário Motorsport no Twitter e no Facebook!


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here