Para Waldner Bernardo, se as recentes aglomerações não provocarem aumento de casos e mortes, conceitos precisarão ser urgentemente revisados

Por Américo Teixeira Junior

Praia do Flamengo no último domingo – Foto Tânia Rêgo (Agência Brasil)/Agência Fotos Públicas (Rio de Janeiro, RJ, 06.09.2020)

Conheça o canal do Diário Motorsport no YouTube. Clique aqui.
Siga o Diário Motorsport no Twitter e no Facebook!

O presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), Waldner Bernardo, afirmou à Rádio Jornal nesta terça-feira, 8, que defende o retorno do público aos autódromos. “Se após a maior concentração de pessoas dos últimos anos não morrer todo mundo em 15 dias, se não houver hecatombe nacional, estará mais do que provado que precisamos voltar à vida normal”, referindo-se às praias e balneários lotados em todo o país, durante o feriado prolongado de 7 de setembro.

“Não sou médico ou infectologista, mas o setor de eventos está sendo fortemente prejudicado, com reflexos em vários segmentos da economia. Se nada acontecer nas próximas semanas, os shows e as feiras de negócios devem voltar, assim como o público nos autódromos e estádios”, concluiu com a experiência de também ser empresário no setor de eventos.

quem está falando é o cidadão e empresário, Não o presidente da CBA; se viralizou [o que disse] é porque as pessoas estão cansando do que está acontecendo. Não entro no mérito de certo e errado, apenas analiso fatos. Vivemos numa hipocrisia.

Waldner Bernardo

As atividades automobilísticas foram paralisadas em 16 de março último, em razão da pandemia. O retorno teve início no final de junho, mas ainda sem público e ações promocionais. Tais contenções resultam em perda importante de receita e até mesmo acúmulo de prejuízos, que se somam à crise econômica mundial também provocada pela propagação da Covid-19.

No automobilismo, a melhor tradução da crise mundial no setor de entretenimentos foi a venda da Vicar para um fundo de investimentos. O valor da operação não foi divulgado, mas o mercado de ações foi informado pela ex-controladora, a T4F, de que repassou a totalidade dos 85% que detinha na Vicar, cujo CEO é Carlos Col.

Walder Bernardo, presidente da CBA – Foto Duda Bairros/+Brasil (Buenos Aires, Argentina, 15.09.2018)
 Capa: Etapa 4 Copa Truck - Foto Vanderley Soares/+Brasil (Goiânia, GO, 16.08.2020)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here