Treino livre realizado na semana passada, na mesma pista, assegurou que o brasileiro está totalmente recuperado das fraturas sofridas em Spa-Francorchamps

Por Américo Teixeira Junior

Dois meses e 13 dias separaram Pietro Fittipaldi do acidente em Spa ao treino livre que realizou em Mid-Ohio no dia 17 de julho (Foto DOUG MATHEUS/INDYCAR)

Sabe bem quem já quebrou alguma coisa. É enorme a vontade de ficar quietinho, encolhido, isolado do mundo. É por isso que o fato de Pietro Fittipaldi estar escalado pela Dale Coyne Racing para a etapa de Mid-Ohio de IndyCar é principalmente mérito dele. Sem a grande força de vontade de retornar às pistas, algo que tem de vir do coração e não se compra na padaria, o trabalho dos médicos e especialistas não teria alcançado um resultado tão bom.

A retomada da carreira é oportunidade de o piloto de 22 anos repensar seus próximos passos, visto que o acúmulo de campeonatos do primeiro semestre deixou a impressão de que foi além da conta. Mas para isso ele teve – e terá – tempo para pensar. O importante é estar de volta.

A Honda Indy 200 at Mid-Ohio acontece no próximo domingo, 29, a partir das 16:00 (horário brasileiro), com transmissão do canal por assinatura Brand Sports.

O acidente fez com que Pietro Fittipaldi perdesse a prova mais importante do calendário, a Indy 500 (FotoS CHRIS OWENS/INDYCAR)
Compartilhar

Muito obrigado por participar. Forte abraço, Americo Teixeira Jr.