Movimento SOS Floresta do Camboatá classifica o trabalho apresentado como “flagrantemente tendencioso”

Por Américo Teixeira Junior

Em reportagem assinada pelo jornalista Pedro Henrique Marum, o site Grande Prêmio revelou hoje ser alvo de fortes críticas o estudo ambiental realizado na Floresta do Camboatá, onde supostamente seria construído o novo autódromo do Rio de Janeiro. Ambientalistas acusam que o estudo é uma “peça publicitária tendenciosa”.

Inviável desde o nascedouro, o projeto de Deodoro tem hoje o delirante apoio do presidente da República, do governador do Estado do Rio de Janeiro e do prefeito do Município do Rio de Janeiro. Isso sem contar as dúvidas que pairam sobre o consórcio Rio Motorsports, apontado como realizador do suposto empreendimento.

LEIA A REPORTAGEM COMPLETA NO GRANDE PRÊMIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here