Adiada, etapa do Chile ainda não tem data para acontecer

Por Américo Teixeira Junior

O português Antonio Félix da Costa, da DS Techeetah, é o atual campeão da Fórmula E – Fotos Fórmula E Media – Berlim, Alemanha, 13.08.2020

Embora promotores ao redor do mundo já tenham seus respectivos calendários para 2021, a ameaça da Covid-19 está por todos os cantos, a ponto de transformar o cumprimento das datas um sonho quase impossível. Que o diga o FIA Fórmula E, que não mais abrirá a temporada em Santiago, capital do Chile.

A rodada dupla estava marcada para os dias 16 e 17 de janeiro, mas foi adiada após entendimentos com as autoridades locais. Segundo dados da Johns Hopkins University, nos Estados Unidos, o Chile somava nesta terça-feira, 22, 598.186 casos e 16.217 mortes.

A categoria dos monopostos elétricos só conseguiu concluir a temporada 2020 porque optou por uma solução funcional, porém, radical. Realizou nada menos do que seis corridas num intervalo de oito dias, entre 5 e 13 de agosto, todas elas no desativado aeroporto alemão Berlin Tempelhof.

Os organizadores do FIA Fórmula E pretende realocar a prova do Chile para algum momento no primeiro trimestre do ano, mas ainda sem definição. Dessa forma, pelo menos no papel, o campeonato passa a ter como primeiro evento a rodada dupla noturna de Diriyah, na Arábia Saudita, nos dias 26 e 27 de fevereiro. Em razão da nova variante do coronavírus, surgida no Reino Unidos, os sauditas fecharam todas as fronteiras no dia 20, por um prazo de pelo menos uma semana.

Enquanto isso, o piloto português Antonio Felix da Costa comemora o título do FIA Fórmula E conquistado na super rodada na histórica Berlim.

Acompanhe o Diário Motorsport no Youtube Twitter  Facebook

Diário Motorsport é Jornalismo independente, investigativo, de opinião. Se você aprecia nosso trabalho, participe de nossas ações para que possamos continuar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here