Dois “galos” no mesmo “galinheiro” não dá certo ou, trazendo para um campo mais familiar, dois gatos alpha, no mesmo gatil, é briga na certa

Por Américo Teixeira Junior

Carlos Sainz Jr está no “olho do furacão”, após o anúncio da saída de Sebastian Vettel da Ferrari – Foto STEVEN TEE/McLaren Racing – Montmeló, Catalunya, 11.02.2020)

Ainda sem anúncio oficial, Carlos Sainz Jr é o nome mais cotado para ocupar o lugar de Sebastian Vettel, na Ferrari, a partir de 2021. Tanto que está na capa de muitos jornais europeus nesta quarta-feira, 13. Nascido Carlos Sainz Vázquez de Castro, o espanhol de 25 anos está na primeira fila dentre os jovens talentos da atual Fórmula 1, mas sua contratação representaria o “samba do crioulo doido” em Maranello, subvertendo um tradição de décadas. A Ferrari quase sempre priorizou um primeiro piloto claramente definido, secundado pelo número 2 tão eficiente quanto, mas com limites.

A ascensão “supersônica” de Charles Leclerc já tornou o ambiente conturbado, culminando no estúpido acidente de Interlagos, no ano passado, entre ele e Vettel. Mas se os acontecimentos de 2019 podem, com algum esforço, ser debitados da casualidade, uma dupla Leclerc/Sainz seria confronto na certa.

Se acontecer, de fato, a contratação do madrilenho, das duas, uma: ou a Ferrari mudou sua política de pilotos ou a ligou o “foda-se”.

Capa/Destaque: Reprodução da capa de hoje do jornal espanhol Marca

11 COMENTÁRIOS

  1. Caro Américo,
    Não sei se a Ferrari enxerga desse jeito, a ver, mas o Ricciardo é um piloto menos, digamos, “polêmico”, quando o assunto é companheiro de equipe. Ele bota pressão sim, mas na pista, sem entrar em conflitos nos bastidores, e tem um perfil bem afável, embora não tenha perfil de escudeiro, sem contar a finesse de pilotar, sempre leal nas ultrapassagens, é tudo o que a Ferrari poderia ter, alguém que fizesse frente ao Leclerc, tirando o melhor dele, e sem entrar em polêmica. Grande abraço!

  2. (Viajando legal na maionese, ok Américo!)
    Sei não, mas acho que essa vazada do Vettel precipitou a elevação do Leclerc à posição de 1º piloto, não era esse o plano da Ferrari, pode apostar, até por conta do contrato renovado até 2024, o que pode denotar a intenção de ao menos 2 temporadas de “aprendizado” para o monegasco e aí sim, tchau Vettel e Leclerc liderando o time.
    E em não sendo esse o plano, vai que os italianos pretendam de fato mais uma temporada de upgrade para o Charles e tragam alguém já suficientemente grande e forte para a função de 1º.
    E esse alguém tem nome e sobrenome, Fernando Alonso.
    Claro que devidamente “domesticado” em seu instinto desagregador.
    Para quem acha impossível, Raikkonen também foi chutado e depois acabou voltando.

  3. Américo, você quer quem no carro vermelho?
    Hulkenberg? Bottas? Giovinazzi?
    A Ferrari volta com a filosofia de P1 (LECLERC) e P2 (SAINZ). E ainda, trás um piloto rápido, pra tentar ganhar os construtores.
    Pelo seu texto, parece que está vindo o Verstappen para Maranello…

    • Oi Rodrigo,

      Quanto mais forte for o adversário do Leclerc, Hamilton e Verstappen, melhor para o espetáculo e o esporte.
      Se eu pudesse, colocava uma equipe de três carros e botava esses três para pilotar. Já imaginou como seria? hehehe
      Minha análise parte do pressuposto que Sainz será um adversário forte, dará muito trabalho para o Leclerc e não se contentará em ser segundo piloto.
      Justamente por esse motivo, acho que a Ferrari está mudando sua maneira tradicional de atuar, que quase sempre foi uma definição muito clara sobre quem manda e quem obedece.

      É isso.
      Forte abraço e obrigado pelo comentário.

      Américo

  4. Américo, você quer quem no carro vermelho?
    Hulkenberg? Bottas? Giovinazzi?
    A Ferrari volta com a filosofia de P1 (LECLERC) e P2 (SAINZ). E ainda, trás um piloto rápido, pra tentar ganhar os construtores.
    Pelo seu texto, parece que está vindo o Verstappen para Maranello…

  5. Eu gostaria muito que fosse Ricciardo mas, tal como os rumores da saída de Vettel, as cornetas soam em direção a Espanha. Mesmo com as poles e vitórias, vejo Ricciardo no mesmo patamar de Sainz, que formou uma dupla forte, equilibrada e promissora dupla com Verstappen na Toro Rosso.

  6. Américo, talvez como ocorreu de 2006 para 2007, após o longo período P1 Schumacher P2 Irvine/Barrichello/Massa, a Ferrari mudou e fez uma dupla forte,l e equilibrada para 2007 em diante – Massa e Raikkonen. Nenhum dois eram campeões mas já haviam provado poder levar a equipe às vitórias. O plano cessou quando em 2009 fizeram um carro ruim, Massa se acidentou e Raikkonen teve um declínio técnico. A partir daí, de 2010 a 2019, a Ferrari voltou a carga com um P1 e P2. Quem sabe, um novo intervalo chegou.

    • Oi Vanderlei,

      Você pode estar certo, pois é possível verificar algo parecido em tempos passados.

      Como eu falei ou escrevi nos últimos dias, a Ferrari pode estar em nova fase de sua política para pilotos ou ligou o fôda-se e seja o que Deus quiser hehehe

      Vai ser bom demais ver isso.

      Abraço e obrigado pelo comentário.

      Américo

  7. Caro Américo, eu não poderia descordar mais de você. Se realmente confirmada, a contratação do Sainz pela Ferrari é sim uma confirmação de que a equipe quer novamente ter um novo número 1 (Leclerc) e um número 2 (Sainz). Apesar das ultimas boas temporadas do espanhol, o que ele conquistou até agora? 1 pódio? Explosivo seria se eles assinassem com o Daniel Riccardo que jamais aceitaria ser escudeiro do monegasco. Assinar com o Sainz vai garantir a estabilidade e também muitos pontos pois Sainz é muito regular.

    • Oi Fábio,

      Muito legal seu ponto de vista. Espero que esteja certo.

      De todo modo, será uma disputa muito interessante de acompanhar.

      Forte abraço e obrigado pelo comentário.

      Américo

    • Belo comentário, caro Fábio.
      O Leclerc chegou como segundo piloto e já de início enfrentou o Vettel sem cerimônia.
      O Sainz deverá , pelo menos no início, respeitar a hierarquia.
      Acho que o espanhol, caso não tenha problemas de adaptação ao estilo do carro, pode dar trabalho ao monegasco.
      Eu o acho muito competente, tanto que não fez feio no tempo que teve o Verstappen como companheiro.
      Abraços,

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here