Kurt Busch e seu prêmio como estreante do ano na Indy 500 (Foto IndyCar Media)
Kurt Busch e seu prêmio como estreante do ano na Indy 500 (Foto IndyCar Media)

Por Americo Teixeira Jr. – Kurt Busch é, na NASCAR, um “monstro” no melhor e exponencial sentido da palavra. Está na 15ª temporada na classe principal e soma 25 vitórias, 16 poles e o título de 2004. Mas nem toda essa bagagem impediu que vivenciasse, emocionado, sua estreia na Indy 500 deste ano.

Sua participação não foi acompanhada apenas de uma grande cobertura da media norte-americana, mas exigiu também esforços logísticos e pessoais para que pudesse participar da prova de Indianapolis e da Coca-Cola 600, competição da NASCAR disputada em Charlotte no mesmo dia 25 de maio.

Esse trajeto de 900 km – entre a capital do estado de Indiana e a base da NASCAR na Carolina do Norte – foi percorrido por diversas vezes durante o 16 dias que compuseram o evento no oval mais famoso do mundo. Mas tal rotina maluca não foi obstáculo, pois o piloto da Stewart-Haas Racing desde há muito tinha por objetivo disputar a Indy 500, que foi possível concretizar neste ano, aos 35 anos de idade, por intermédio da parceria com Michael Andretti.

Quando foi chamado ao palco na segunda, 26, durante o banquete de premiação da 98ª Indy 500, Kurt Busch recebeu o troféu de melhor estreantes do ano, um cheque de US$ 426.889  pelo 6º lugar e uma entusiasmada saudação. Retribuiu com com um breve discursos de agradecimento, proferido com voz embargada e lágrimas nos olhos.

Veja o acidente de Kurt Busch durante os treinos livres:

[youtube pG-NdMS1Imw]

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here