A ousada reunião de dois jovens talentosos e ambiciosos, sob o mesmo teto, é a arma da Ferrari para voltar ao protagonismo da Fórmula 1

Por Américo Teixeira Junior

Sebastian Vettel já é “imagem desfocada” para Charles Leclerc, que terá Carlos Sainz Jr como adversário na Ferrari – Foto Scuderia Ferrari Press Office (Melbourne, Austrália, 12.03.2020)

A dupla da Ferrari para 2021 já está definida com Charles Leclerc e Carlos Sainz Jr. Enquanto o monegasco vai para seu terceiro ano em Maranello, o espanhol cumprirá temporada de estreia. O anúncio feito nesta quinta-feira, 14, só confirmou o que já era dado como certo, uma vez que o atual piloto da McLaren teve seu nome no topo da lista desde a oficialização da saída de Sebastian Vettel, após 2020.

Em termos objetivos, Leclerc é o primeiro piloto e, para Sainz, caberá o papel de escudeiro eficiente e competitivo. No papel, essa divisão de tarefas é uma maravilha, mas resta saber se a Ferrari já “combinou com os russos”, digo, “com os espanhóis”, visto a pouco provável acomodação do recém-chegado numa posição de coadjuvante.

Dessa forma, a Ferrari assume riscos ao deixar de lado uma atitude que já assumira ares de tradição. Em seu lugar, aposta numa frente ampla de eficiência e, também, na capacidade de administrar os previsíveis atritos internos. Qualquer que seja a predominância, será bonito de ver.

Capa/Destaque Carlos Sainz Jr - Foto STEVEN TEE/McLaren Racing – Montmeló, Catalunya, 11.02.2020) 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here