Diretor de provas da FASP completaria 64 anos em agosto

Por Américo Teixeira Junior

A doença não impediu que Marcus Ramaciotti desenvesse vitoriosa carreira no automobilismo – Fotos Reprodução Facebook

Faleceu hoje, em São Paulo, o diretor de provas Marcus Ramaciotti, que respondia também pela presidência do Conselho Técnico Desportivo Paulista (CTDP) da Federação de Automobilismo de São Paulo (FASP).

Depois de muita luta e determinação, havia superado três cânceres ao longo da vida, mas precisou retirar alguns nódulos que surgiram posteriormente no pulmão. Recebeu alta tempos depois e a autópsia não apontou novo câncer. Entretanto, voltou ao hospital na semana passada por sentir fortes dores. Na nova internação, foi detectado um rompimento no intestino grosso, consequência de diverticulite. Novamente operado, sua saúde piorou em razão de infecção generalizada, que não mais pôde ser contida.

Além das tarefas que exercia na FASP, Marcus respondia também como comissário desportivo da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). Mas era diretor de provas que se destacava. Com autoridade sem ser autoritário e profundo estudioso dos assuntos relativos às suas funções, possuía uma qualidade nem sempre encontrada em profissionais do setor: sabia ouvir.

A pandemia do coronavírus impede os serviços fúnebres. Com formação em Educação Física, Marcus deixa a esposa Di e o filho Marcelo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here