Nem mesmo o tempo minimiza o final de semana do GP de San Marino de 1994, dos acidentes fatais de Ayrton Senna e Roland Ratzenberger

Por Américo Teixeira Junior

Ayrton Senna no GP do Brasil de 1994 – Foto MIGUEL COSTA JR. (São Paulo, Brasil, 27.03.1994)

Acompanhe o Diário Motorsport no Youtube Twitter  Facebook

O retorno da Fórmula 1 ao Autódromo Internacional Enzo e Dino Ferrari, sob a denominação Grande Prêmio Emilia Romagna, fez de Imola o palco, neste domingo (1), da 93ª vitória de Lewis Hamilton e da conquista do sétimo título no mundial de construtores pela Mercedes. Entretanto, por mais que os tempos sejam outros e a vida obviamente tenha de seguir, ainda se sebressaem no ambiente as mortes de Roland Ratzenberger e Ayrton Senna na etapa de 1994, o Grande Prêmio de San Marino.

Num misto de tristeza e resignação, praticamente todo brasileiro sabe onde estava naquele domingo, 1º de maio, que fechou um cenário de tragédia iniciado com o grave acidente de Rubens Barrichelllo na sexta-feira-feira e a morte de Ratzenberger no Qualifying do sábado (30). São sentimentos quase perenes, mas que se intensificam numa prova em Imola.

Nem eram nascidos Alexander Albon, Pierre Gasly, Antonio Giovinazzi, Nicholas Latifi, Charles Leclerc, Lando Norris, Esteban Ocon, George Russell, Carlos Sainz, Lance Stroll e Max Verstappen.

Eram criancinhas Valtteri Bottas (4 aninhos), Romain Grosjean (8), Lewis Hamilton (9), Nico Hulkenberg (6), Kevin Magnussen (2), Sergio Pérez (4), Daniel Ricciardo (4) e Sebastian Vettel (6). Daniil Kvyat era um bebezinho de apenas quatro dias e, do atual grid, apenas Kimi Raikkonen era jovenzinho o bastante para eventualmente lembrar daquele dia, pois tinha 14 anos.

Mas, independentemente da idade, estes e quaisquer outros pilotos são impactados, em algum momento da estada em Imola, pelos acontecimentos daquele final de semana de 1994. Eles e todos nós.

Roland Ratzenberger era estreante na Fórmula 1, pela Simtek, e morreu aos 33 anos – Foto Reprodução Twitter F1

Diário Motorsport é Jornalismo independente, investigativo, de opinião. Se você aprecia nosso trabalho, participe de nossas ações para que possamos continuar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here