(Foto Duda Bairros/Vicar)
Felipe Vargas (quarto da esquerda para a direita) faz com Pedro um trabalho semelhante ao que fez com Nelson Angelo, sempre com a supervisão do tricampeão mundial de Fórmula 1 (Foto Duda Bairros/Vicar)

Por Américo Teixeira Junior – O violento acidente sofrido ontem em Goiânia, durante etapa da Porsche GT3 Cup Challenge, deixou a agenda de Pedro Piquet em suspenso. A programação original indicava que ele seguiria nesta semana para a Europa, onde acompanharia em Nurburgring a penúltima etapa do FIA European Formula 3, categoria que defenderá no próximo ano. Entretanto, visto a necessidade de repouso, “vamos esperar até quarta ou quinta-feira para decidir se vamos ou não“, informou ao Diário Motorsport o engenheiro Felipe Vargas, que assessora o tricampeão Nelson Piquet na condução da carreira do filho de 17 anos.

Seria importante ele acompanhar com funciona o fim de semana do campeonato e ter contato com as equipes com as quais estamos negociando“, disse Vargas. Ele, porém, foi taxativo ao afirmar que a viagem teria mais uma função ilustrativa para Pedro, sem ser uma ação fundamental para a definição do acordo. “No automobilismo tudo é planejamento, então, temos um plano A, um plano B e um plano C, mas creio que tudo será definido até outubro“, disse o engenheiro.

Em tese, a rodada de Nurburgring seria a última oportunidade de Pedro Piquet vivenciar essa rotina da categoria, pois o encerramento do campeonato será nos dias 16, 17 e 18 de outubro em Hochenheim, período que coincide com atividades do piloto no Brasil.

Fratura na mão esquerda

O acidente ocorreu na primeira volta da segunda corrida, no domingo. Vencedor no sábado, Piquet capotou com o Pòrsche #6, dando nove giros antes de parar em sua posição original. Após o resgate e os primeiros atendimentos por parte do Dr. Dino Altmann, diretor médico da categoria, foi levado para o Hospital de Urgência de Goiânia, onde passou a noite.

Na manhã desta segunda-feira, Pedro Piquet e recebeu alta com um quadro de “pequena fratura na mão esquerda e um leve trauma pulmonar”, segundo nota divulgada pela direção do hospital.

De acordo com a assessoria de imprensa da Porsche Cup, os dados recuperados do computador de bordo revelam que o acidente ocorreu em torno de 200 km/h e que a aceleração combinada máxima foi de 12.7G, registrada enquanto o carro #6 estava girando. “Para efeito de comparação: um piloto de caça enfrenta forçar de até 8G, enquanto um astronauta tem treinamentos para fazer o corpo suportar até 9G”, explicou o comunicado da Porsche Cup.

Pedro Piquet passou a noite no hospital em Goiânia (Reprodução Twitter)
Pedro Piquet passou a noite no hospital em Goiânia (Reprodução Twitter)

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here