Victor Franzoni comemorando a vitória de 2014 em St. Petersburg (Foto Afterburner Motorsport Media)
Victor Franzoni comemorando a vitória de 2014 em St. Petersburg (Foto Afterburner Autosport Media)

Por Américo Teixeira Junior – O piloto paulista Victor Franzoni, de 20 anos, está construindo uma carreira de respeito nos Estados Unidos. Pode não ser ainda a jornada de vitórias e títulos que ele havia planejado, visto a crônica falta de patrocínio, mas o esforço tem lhe valido acumular uma experiência importante. E é justamente essa experiência que está garantindo a sua presença na rodada dupla de abertura do USF2000 nesse fim de semana em St. Petersbug, na Flórida. Trata-se do campeonato que forma o programa Road to Indy ao lado da Indy Light e Pro Mazda.

Depois de uma carreira no Brasil e Europa, Franzoni foi para os Estados Unidos em 2014, quando disputou esse mesmo campeonato. Fez a pole e venceu na mesma pista de St. Petersburg na estréia e voltou a vencer na categoria no NOLA Motorsports Park, em 2015, quando também fez algumas corridas de Pro Mazda. No total, dsputou 36 provas e o objetivo para 2016 era a Indy Lights.

Ocorre que, sem patrocínio, toda carreira exige adaptações pontuais e com Franzoni não foi diferente. Ele se sustenta nos Estados Unidos (mora em Boca Raton, FL) trabalhando como mecânico de kart e coach de jovens pilotos. Embora ganhe o suficiente para se manter longe da família, mesmo com economia, fato é que correr esse ano se tornava cada dia mais difícil. Quando constatou de que não teria condições, entrou em contato com diversas equipes para oferecer sua experiência.

O resultado dessa ação foi um acordo com a ArmsUp Motorsports, equipe sediada em Sheboygan Falls, no estado de Wisconsin, e conduzida por Gregg Borland. Foi oferecido ao brasileiro uma chance de correr novamente na USF2000, mesmo que com obrigações financeiras comparativamente bem menores. Em troca, atuará como uma espécie de coach dos demais pilotos do time.

Se não fosse essa proposta do Gregg eu estaria parado. O importante é correr com o que for possível e eu não poderia deixar passar essa oportunidade”, disse Franzoni nesta tarde ao Diário Motorsport, pouco antes de iniciar os treinos livres em St. Petersburg. Ele fechou inicialmente para essa rodada dupla. “Mas como o convite foi para fazer toda a temporada nessas mesmas condições, estou lutando para conseguir o que preciso para cumprir todo o calendário e estou otimista que vai dar tudo certo”, disse o piloto, que só conseguiu fechar o acordo o último fim de semana e, portanto, não teve chance de participar da pré-temporada. “Não tem problema, a gente cresce com as dificuldades“, avaliou.

25045716493_57519b4a34_b
Esta será a terceira temporada de Victor Franzoni no USF2000 (Foto USF2000 Media)

 

1 COMENTÁRIO

  1. Sao esses tipos de pilotos que a imprensa brasilleira deve investir pesado numa assessoria! Esse rapaz trabalha como mecanico para investir na carreira dele e nao tem papai rico que banca tudo a exemplo dos outros fracassados que infestam a midia do automobilismo esortivo! Sao pilotos como esse que recuperarao o prestigio perdido no exterior do automobilismo brasileiro!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here