3drg9019-8562(Miami – USA) Marcado por intensa movimentação, teve continuidade nesta terça-feira, 31, o julgamento de Hélio Castroneves, sua irmã Katiúcia e do advogado Alan Miller na Corte da Flórida. Os jurados tiveram a oportunidade de acompanhar os depoimentos nesta fase dedicada à defesa. Tradicionalmente aberta às 8h00, excepcionalmente a sessão de hoje teve seu início duas horas mais tarde para se adequar à agenda do juiz Donald Graham.

Especialista no setor de marketing esportivo e artístico, o empresário Raul Seabra foi a primeira testemunha brasileira de defesa a ser ouvida. Ele atuou na captação de patrocínio para Helinho, ao lado de Katiúcia e de Hélio Neves (pai) no início da carreira internacional do piloto.

Embora presentes à Corte, as demais testemunhas de defesa de Helinho e Katiúcia não puderam se pronunciar no dia de hoje. A razão foi o tempo destinado aos depoimentos de testemunhas inicialmente convocadas pela promotoria, o que significa dizer de acusação aos Castroneves e Miller. Desta vez, porém, elas foram chamadas pela defesa, representadas pelos advogados Roy Black e Howard Srebnick. Isso por causa dos ritos processuais da justiça norte-americana.

Aqui, a parte que convoca a testemunha faz as perguntas em primeiro lugar e estas delimitam o campo de ação da outra parte. Assim, nenhuma pergunta pode ser feita à testemunha fora daqueles assuntos abordados na primeira abordagem. Cabe ainda ao requerente a tréplica. Ou seja, quem convoca tem duas sessões de perguntas para a testemunha. A outra parte só o faz uma vez. Tal procedimento impediu que os advogados dos Castroneves pudessem questionar essas testemunhas sobre temas considerados importantes para a defesa, o que foi feito hoje na nova convocação, invertendo-se o rito.

As atividades desta quarta-feira, 1, serão ditadas por Alan Miller, também em julgamento. Praticamente todo o dia deverá ser dedicado ao seu depoimento, caso assim opte por fazê-lo. Se não o fizer, decisão que cabe à sua defesa, as demais testemunhas, que se deslocaram do Brasil a Miami especialmente para esse fim, poderão ser ouvidas.

Helinho conversa com um membro da equipe Penske, observado por seu pai e empresário Hélio Neves

Foto Indy Racing League

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here