Jonathan Wells nox boxes de Pinhais (Foto Beto D'Elboux)
Jonathan Wells no boxes de Pinhais (Foto Beto D’Elboux)

Por Américo Teixeira Jr., de Curitiba – O diretor de motorsport da Pirelli, o inglês Jonathan Wells, veio acompanhar os testes da Stock Car no Autódromo Internacional de Curitiba em razão de as equipes estarem utilizando pela primeira vez o produto que equipará os carros na temporada 2015.

Não se trata propriamente de um pneu novo, visto se tratar do mesmo composto do ano passado. O diferencial está no geometria, que é o processo de construção. Cada carro utiliza um jogo de 2014 e dois de 2015 nos testes. Para tanto, foram transportador 250 pneus para a pista de Pinhais.

Com base na Inglaterra e com agenda também na Fórmula 1, Wells é um assíduo frequentador das provas da categoria brasileira. Ele explicou que esses pneus são fabricados na Pirelli da Romênia como resultados do desenvolvimento feito nas pistas brasileiras ao longo dos anos. Para tanto, tem contado com uma bem sucedida linha de comunicação com pilotos e equipes, que são assistidos por um técnico da Pirelli em cada box ao longo de toda a temporada.

As condições das pistas brasileiras, as características técnicas do carro e a realidade da categoria em termos de testes não geram propriamente um pneu inteiramente novo para a Stock Car, visto alguma similaridade com o que se pratica em outros lugar, mas influem diretamente em alguns itens da “receita” para que o resultado final seja adequado para as condições locais.

Ricardo Zonta nos testes coletivos da Stock Car no Autódromo Internacional de Curitiba (Foto MIGUEL COSTA JR.)
Ricardo Zonta nos testes coletivos da Stock Car no Autódromo Internacional de Curitiba (Foto MIGUEL COSTA JR.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here