Chase Carey, chefe da Fórmula 1, esteve em São Paulo e se reuniu com o prefeito Bruno Covas. O encontro teve como objetivo falar sobre o futuro do GP do Brasil de Fórmula 1 em Interlagos. O atual contrato vence no ano que vem

Por VICTOR MARTINS e EVELYN GUIMARÃES, do Grande Prêmio

Autódromo Municipal José Carlos Pace, no bairro paulistano de Interlagos (Duda Bairros/Vicar em 13.12.2015)

A prefeitura de São Paulo fez nova tentativa para assegurar o GP de Fórmula 1 em Interlagos. Na última terça-feira (11), o prefeito Bruno Covas se encontrou com o chefão da categoria, Chase Carey, para falar sobre o futuro da etapa brasileira no calendário. A reunião já estava programada. Neste momento, a capital paulistana enfrenta a concorrência do Rio de Janeiro como sede da corrida.

Na capital paulistana, além de Covas e de Carey, a conversa teve a presença do secretário de Turismo, Orlando Faria, e do promotor do GP do Brasil, Tamas Rohonyi.

GRANDE PRÊMIO soube que o prefeito não gostou do “clima de leilão” criado pelo consórcio que pretende construir um autódromo na região de Deodoro, no Rio, e ressaltou com Carey “a enorme dificuldade de obter aprovações ambientais”. Antes de ser alçado à prefeitura pela saída de João Doria, hoje governador de SP, Covas foi Secretário do Meio Ambiente.

Ainda, Carey tomou ciência de que não há garantia de recursos para a obra do Rio.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA NO GRANDE PRÊMIO

Foto Destaque: Beto Issa/GP Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here