Daniel Ricciardo foi "campeão" do restante do pelotão (Foto Red Bull Media)
Daniel Ricciardo foi “campeão” do restante do pelotão (Foto Red Bull Media)

Por Americo Teixeira Jr. – Tudo bem que Lewis Hamilton foi um campeão mundial inquestionável e que a oposição de seu teammate Nico Rosberg só fez valorizar essa conquista. Mas olhando friamente para todo o grid, ninguém foi melhor esse ano do que o australiano Daniel Ricciardo. Além de ser o único a vencer sem estar acomodado num carro prata, foi capaz de fazê-lo em três oportunidades. Isso sem contar os demais resultados significativos que foi capaz de conquistar ao longo do ano.

Talvez leve um tempo ainda para que possamos saber, de verdade e sem especulação, o que aconteceu com Sebastian Vettel em seu último ano de Red Bull. Convenhamos, um tetracampeão não “desaparece” assim, de repente, só porque um piloto recém-chegado começa a ter resultados ou porque decidiu mudar de ares. Como diz o Flavio Gomes, também nesse angu tem caroço. Mas se o ano foi nada comparado com os quatro anteriores, Vettel já fez história.

De todo modo, Ricciardo foi o cara do ano. Concordam?

Um adeus necessário, mas que deixou uma história que dificilmente será reescrita (Foto Red Bull Media)
Um adeus necessário, mas que deixou uma história que dificilmente será reescrita (Foto Red Bull Media)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here