NA existe maIS EM INTE5rLAgs a1q8uele IncmD ape5rt N paddcK (T AMEIC TEIXEIA 8uNI)
Não existe mais em Interlagos aquele Incômodo aperto no paddock (Foto Américo Teixeira Junior)

Por Américo Teixeira Junior, de Interlagos – Existem duas maneiras de encarar a renovada estrutura do Autódromo Municipal José Carlos Pace. Para o observador que se depara com um aspecto de obra inacabada em alguns setores, fica uma sensação de coisa que deveria ter sido feita de maneira mais eficiente. Mas também a boa impressão de um “copo quase cheio” é verdadeira.

Quando se sabe que a entregue agora é a primeira etapa de uma obra prevista para ser concluída para a corrida de Fórmula 1 de 2016 e, principalmente, quando se vê o trabalho que foi feito para acomodar as equipes no paddock, a conclusão é a de que a estrutura melhorou muito.

Esse avanço, sem dúvida, representa um ganho em relação ao apertado espaço que existia até então, de modo que no quesito conforto a categoria tem o que festejar. Mas exigirá também algo similar em termos de administração do espaço, de utilização das novas facilidades pelo automobilismo brasileiro de maneira integral e, sobretudo, que a tão verbalizada política de uso prioritário para o esporte a motor seja real.

gghjk
O restante está previsto para ficar pronto no ano que vem (Foto Américo Teixeira Junior)

1 COMENTÁRIO

  1. Cada vez fica mais claro que somos um país de botocudos. Gastam uma fortuna para fazer um Padock com mais 2 metros de largura, uma vergonha. Mentes tacanhas e pouco criativas, além de incompetentes.
    Fecharam em janeiro, começaram as obras em abril deixando milhares de trabalhadores sem emprego. Para quê? Para fazer essa merda de concreto mal feito que tampa a visão? Uma das irregularidades apontadas por mim ao MP foi o fato da empreiteira Equipav ter feito o Projeto Executivo, coisa dita pelo eng. da obra Mauricio Prado na frente do Chico Rosa. A Equipav se apresenta como especialista em saneamento, não se admira que ficou uma merda.
    Para coroar a josta, no ano que vem vão colocar o telhado de mercadinho em cima de tudo obstruindo mais ainda a visão dos trouxas pagantes. Querem fechar em 2016 acabando com os empregos do automobilismo paulista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here