dm1502_a1ringDe todos os momentos difíceis que Rubens Barrichello viveu na Ferrari, certamente o retratado neste vídeo é o pior deles. Naquele 12 de maio de 2002, no circuito A1-Ring, a Ferrari humilhou o esporte ao obrigar Barrichello a ceder a vitória para Michael Schumacher no Grande Prêmio da Áustria. Muitas foram as críticas injustas a Barrichello, um profissional dos melhores que, de forma alguma, merecia passar por aquela situação. Os responsáveis por aquela tragédia moral na Fórmula 1 foram Jean Todt e Ross Brown. Inigualáveis pelo talento, mas umas “portas” em termos de sensibilidade, pelo menos naquela tarde do verão austríaco, cujo público no autódromo reprovou tudo aquilo com uma enorme vaia. A narração, que ficou célebre, é de Cléber Machado, com comentários de Reginaldo Leme, que “cantou” a bola do que viria.

http://www.youtube.com/watch?gl=BR&hl=pt&v=T-PgZ7Psel8

Foto Grand Prix

1 COMENTÁRIO

  1. Não dá para dizer que a culpa foi só da Ferrari. Ok, grande parcela de culpa foi dela, mas o Barrichello tinha dois caminhos: aceitar ou não aceitar. Aceitou, manteve o emprego na Ferrari – sempre como segundo piloto – e ainda fez o Schumacher passar vergonha. Até aí, tranqüilo. Ele queria dar um recado de como era injustiçado e deu.

    Porém, ali, mostrou que, infelizmente, não gostava de arriscar. Se ele não deixasse o Schumacher ultrapassar, tudo bem, poderia ter sido demitido, porém as críticas seriam, acredito, poucas.

    Não acredito, como muitos dizem, que o Barrichello envergonha o Brasil. O currículo que ele tem desbanca muitos dos que estão na categoria. Porém, ao “concordar” com o que a Ferrari articulou ele se colocou numa situação em que muitas críticas podem ser feitas e ninguém pode reclamar.

    Fora que já comentou sei lá quantas vezes que vai contar a história verdadeira, como que ocorreu e bla bla bla, e até agora nada. Respeito o Barrichello muito em questão de currículo e competência. Mas o brasileiro deve rever algumas atitudes tomadas e parar de ser chorão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here