Entre 1969 e 1976, a Williams se aventurou na construção de seus próprios carros e inaugurou a série FW, indo do FW01 até o FW05

O jornalista Américo Teixeira Junior acaba de lançar mais um livro dedicado ao automobilismo. Depois de “Os Campeões e Eu” e “M2B – O Primeiro McLaren de Fórmula 1”, apresenta agora “Frank Williams – A Primeira Geração dos FW na Fórmula 1“. Em edição independente, como os anteriores, o atual trabalho tem como objetivo contar como foi a primeira fase da Williams, que foi marcada por muito sofrimento, dívidas e tragédia.

A Williams Grand Prix Engineering, com a conhecemos hoje, foi fundada em 1977 e começou a fazer sucesso a partir do ano seguinte. Frank Williams havia conseguido patrocínio árabe, o FW06 nasceu da direção técnica de Patrick Head e o piloto era Alan Jones. Esses fatores alicerçaram a trajetória da Williams para se tornar uma das mais vitoriosas da história. Mas não é esse o período abordado em “Frank Williams – A Primeira Geração dos FW na Fórmula 1“.

O que o livro mostra é a fase dos bolsos vazios, dos resultados pífios em sua esmagadora maioria, do corte de telefone por falta de pagamento, do empréstimo de dinheiro para hotel e até da falta de um lugar para morar. Mas também de um Frank Williams corajoso, destemido, incansável e empreendedor. Ele teve todos os motivos possíveis e imagináveis para desistir, tantas foram as vezes que a falência, credores e oficiais de justiça bateram à sua porta. A invés disso, mostrou uma força surpreendente e heroica, seguindo em frente.

Fundada em 1966, a FRANK WILLIAMS RACING CARS disputou sua primeira corrida em 1967, cumpriu a primeira temporada completa em 1968, estreou na Fórmula 1 em 1969, disputou oito temporadas completas na categoria e desapareceu em 1977, quando foi vendida em definitivo e se transformou em Walter Wolf Racing. São os detalhes desse período de agruras, incluindo a infância de Frank Williams e o despertar de sua paixão por carros, que o Leitor vai encontrar em “Frank Williams – A Primeira Geração dos FW na Fórmula 1“.

O e-Book tem 184 páginas, custa R$ 45 e é ilustrado com fotos de Cláudio Laranjeira (Brasil), Jim Culp (Estados Unidos), Miguel Costa Junior (Brasil) e Photo 4 Agency (Itália). Para mais informações, CLIQUE AQUI.

Foto Destaque: Piers Courage (de macacão, sentado na roda traseira direita do De Tomaso 505) e Frank Williams (de camisa azul clara, curvado sobre o carro) no Grande Prêmio da Bélgica de 1970 (Foto Jim Culp)

Compartilhar

Muito obrigado por participar. Forte abraço, Americo Teixeira Jr.