Por Americo Teixeira Jr. (Notícia publicada originalmente em 18.10 e atualizada em 27.10) – Alfredo Tambucci, diretor esportivo do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, faleceu na madrugada deste sábado, em São Paulo, no Hospital São Luz. Vítima de três AVCs muito próximos um do outro, o veterano profissional estava em estado de coma e não recobrou a consciência.

Seu corpo foi cremado no próprio sábado, no Crematório de Vila Alpina, em São Paulo, em cerimônia que contou com a presença do promotor do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 Tamas Rohonyi, o ex-presidente da CBA Paulo Scaglione e todo o staff da etapa brasileira do Mundial.

Sempre tive uma ótima relação de amizade com o Alfredo, estreitada em muito durante a gestão Paulo Scaglione na CBA. À família e aos amigos, dentre os quais me incluo, minha preces para Alfredo Tambucci.

x-x-x

Diretor do GP do Brasil, Alfredo Tambucci sofre AVC e está internado na UTI do Hospital São Luiz

O diretor esportivo do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, Alfredo Romulo Tambucci, está internado na UTI do Hospital São Luiz, em São Paulo, vitima de um acidente vascular cerebral, o AVC. O profissional se dirigiu ao hospital no sábado com fortes dores de cabeça e foi internado imediatamente.

Integrante graduado da equipe de Tamas Rohonyi há anos, Tambucci é responsável por toda a logística do Grande Prêmio. Isso significar dizer que, vários meses antes da corrida e um bom tempo depois de sua realização, ele coordena todo o complexo estrutural que envolve a etapa brasileira no Autódromo Municipal José Carlos Pace.

Foto Vinícius Nunes

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Adeus, Alfredo… Obrigado por tudo que aprendí contigo…
    Força família… com certeza ele já está organizando mais um evento no céu… Vitor.

  2. Deve ter tido uma isquemia cerebral transitória. Se tiver sido isto, não irá deixar sequelas. Mas, terá que manter o sangue fino, com Somalgin Cardio e, colesterol baixo, com sinvatatina, assim como os tigliceridios, com taxa também baixa. Deverá evitar ingestão de alimentos com colesterol ruim. Bom seria se fizesse uma ressonancia magnética de todos os vasos do cérebro, objetivando visualizar se existe algum vaso em vias de entupir totalmente.
    Não sou médico mas falo por experiencia própria. Para mim a ressonancia foi de suma importancia, pois descortinou o entupimento no percentual de 90% em um vaso, que acabou recebendo um stenter e um outro entupido em 50%. Assim, se não tivesse feito a ressonancia, na metade do ano passado já teria ido para o “segundo andar”, segundo o
    hemodinamico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here