Piloto espanhol de 26 anos cumpriu o primeiro dia de trabalho em Maranello

Por Américo Teixeira Junior

O recém-chegado Carlos Sainz com o chefe Mattia Binotto e o teammate Charles Leclerc; na galeria abaixo, já em atividade de trabalho dentro da fábrica – Fotos Ferrari Media (Maranello, Itália, 18.12.2020)

Diário Motorsport faz Jornalismo Independente. Se você aprecia nosso trabalho, por apenas R$ 10/mês, estará colaborando para que possamos continuar.

Carlos Sainz já começou no emprego novo. Nesta sexta-feira, 18, esteve pela primeira vez na sede da Ferrari, em Maranello, para cumprir uma agenda quase que exclusivamente técnica. O ex-piloto da McLaren usou um macacão todo vermelho, sem identificação, visto estar vinculado à equipe inglesa – e consequente a seus patrocinadores – até o último dia de 2020.

O “Junior”, filho do campeão mundial de rali Carlos Sainz, conversou bastante com engenheiros e mecânicos, principalmente aqueles que já estão escalados para seu carro. Fez molde do banco e começou a se familiarizar com os procedimentos da Ferrari.

A equipe italiana será a quarta a ser defendida por Carlos Sainz. Em seus 119 GPs até aqui, os 56 iniciais foram disputados pela Scuderia Toro Rosso, entre 2015 e até o GP de Japão de 2017. A partir da prova seguinte, nos Estados Unidos, já era piloto da Renault, onde ficou até o término de 2018, após 25 provas. Na Mclaren, pilotou em 2019 e 2020. O 3º lugar no GP do Brasil de 2019 e o 2º em Monza, nesta temporada, foram seus melhores resultados.


Acompanhe o Diário Motorsport no YoutubeTwitter e Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here