A imagem de fragilidade mostrada na pré-temporada não é real

Por Américo Teixeira Junior

A partir de R$ 10/mês, você pode colaborar com o Diário Motorsport independente e investigativo CLIQUE AQUI E PARTICIPE!

Para começar, gostaria de clarificar que este texto está sendo escrito antes das atividades de sexta-feira do Grande Prêmio do Bahrain, prova de abertura da temporada 2021 da Fórmula 1. Trata-se de um ano de transição do atual regulamento para o novinho em folha, marcado para estrear em 2022 – se a pandemia deixar. Mas objetivo deste textinho é pontuar um detalhe: é enganosa a percepção de que a Mercedes perdeu a mão e está vulnerável para ser engolida pela concorrência.

A Mercedes construiu um domínio tão completo sob o atual regulamento – mesmo que para 2021 tenha modificações importantes – que pôde aproveitar a pré-temporadinha para testes diversos. Assim, quando os carros começarem a brigar por espaço na pista com areia do deserto, veremos o W12 bem diferente dos três dias de testes, ali mesmo no Bahrain.

Some-se a isso o fato de ter o melhor piloto do mundo, Lewis Hamilton, que novamente comemorará o título mundial ao término do campeonato.

Anotem e me cobrem.

Capa/Destaque: Lewis Hamilton na pré-temporada no Bahrain – Foto STEVE ETHERINGTON (Sakhir, Bahrain, 13.03.2021)

Acompanhe o Diário Motorsport no Youtube Twitter  Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here