Por Americo Teixeira Junior – Além de comprovar o alto nível de segurança dos atuais carros da Stock, com projeto e construção 100% da brasileira JL, o acidente de ontem em Curitiba deixou patente a necessidade de um dos itens do CDA*, que é o Código Desportivo do Automobilismo da CBA, ser atualizado.

À luz do que está escrito no Código, o procedimento da equipe de sinalização foi correto e, portanto, não há culpados. Entretanto, não foi o bastante para impedir um dos acidentes mais terríveis da história do automobilismo brasileiro.

Tal qual está escrito hoje, o CDA subestima o perigo de um carro lento em uma pista com grid cheio. Ignora o pontencial de risco de um carro nessas condições ao estabelecer que a bandeira branca só deve ser substituída pela amarela quando o carro lento efetivamente estiver parado na pista.

Tivesse havido uma frenética sinalização com bandeira amarela, a atitude dos pilotos teria sido outra pois, da forma como ocorreu, a bandeira branca foi ignorada ou simplesmente não foi vista. Felizmente, trata-se de um acidente sem mortes a lamentar, mas com lições importantes.

Ver Capítulo XV, Sessão X, Artigo 108-2, Item V, Página 59

2015821642783_stock_O

1 COMENTÁRIO

  1. Eu vi esta corrida apenas anteontem e… realmente foi um acidente terrível.
    Na verdade, não é código que precisa mudar, e sim a regra da Stock que diz que para um piloto com um carro com problemas participar da 2ª corrida, ele precisa levar seu carro por seus próprios meios aos boxes. Isto sim está errado…
    O código está perfeito, a regra da Stock é que precisa ser urgentemente revista!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here