0905_helinho_pole_indy500_irlEmbora já tenha, desde há muito, inscrito seu nome na histórica Indy 500, Hélio Castroneves garantiu a principal pole position de sua carreira neste sábado, 9, no Indianapolis Motor Speedway, numa demonstração de força pessoal poucas vezes vista. Na prática, numa prova de 800 km, 200 voltas e sujeita às mais diversas estratégias, largar na frente do pelotão de 33 carros não é tão fundamental assim. Além disso, para quem venceu a prova por duas vezes e já foi também pole position em duas oportunidades no histórico circuito de 2,5 milhas, o fato de o Pole Day de hoje ser coroado de êxito poderia ser considerado algo até meio comum. Certo? Errado!

O dia de hoje foi histórico por vários motivos. É certo que determinou as primeiras filas para a corrida do dia 24 e lhe garantiu uma posição mais privilegiada ainda nas estatísticas da Indy 500. Mas principalmente calou fundo na alma e no coração do piloto, pois esta conquista é tão repleta de simbolismo que é quase como um terceiro anel em sua coleção (o primeiro, da vitória em 2001, está com ele; o outro, faturado na vitória de 2002, é uma relíquia presenteada ao pai).

Testado até a exaustão num julgamento que ainda se faz tão presente na memória de todos, ele soube sobreviver com retidão a esse verdadeiro calvário. Quando muitos cairiam em desespero, Helinho manteve a fé segura na sua inocência. Quando muitos despencariam em profunda depressão, ele encontrou no apoio da Família um porto mais do que seguro. Quando alguns já davam como certo o desmantelamento de sua carreira, ele encontrava forças para vibrar com os telefonemas de seus mecânicos, que afirmavam, como forma de apoiá-lo, que o carro número 3 estava um foguete e à sua espera.

Se quem viu de perto toda essa situação não tem condições de imaginar o que esse menino passou, calculem quem só ouvir falar. No fundo, o que segurou a barra de Helinho esse tempo todo foi a sua certeza absoluta de que não fizera nada errado e que, vivendo para o automobilismo como ele sempre viveu, seu renascer seria numa pista. E Helinho, que neste domingo, Dias das Mães no Brasil, completará 34 anos, voltou com tudo!

Hélio Castroneves comemora a pole position em Indianapolis (Foto Indy Racing League)

4 COMENTÁRIOS

  1. Américo….

    Só vim a ler essa matéria hoje…mas a cada vez que leio suas matérias sobre o Helinho fico emocionada!!! Esse cara merece, tudo isso e muito mmmaaaiiisss!!! Que venha a Indy 500!!!
    Um grande abraço, e mais uma vez te agradeço pelas tuas belas palavras, sempre!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here