fiaPor Americo Teixeira Jr. – A FIA está “brincando” de punir e não é de hoje. Outro fato a corroborar essa opinião é a pena para o mexicano Esteban Gutierrez, após o acidente com Pastor Maldonado no Grande Prêmio da Inglaterra, com a perda de três posições no grid da próxima corrida, na Alemanha.

Neste caso do piloto da Sauber, assim como para praticamente todas as semelhantes ao longo da atual temporada, esta penalidade não representa nada para alguém que, com as “ferramentas” que possui, só se permite sonhar por um Q2. No mais, a entidade acaba por “empurrar com a barriga” um problema que também é seu, não apenas das equipes e dos pilotos punidos.

Isso porque, se somarmos à deficiência dos equipamentos a ansiedade dos jovens pilotos e com uma “pitada” de pressão de todos os lados – inclusive dos financiadores dos quais dependem para alinhar na categoria -, o que se vê são erros que se repetem não somente em quantidade, mas também em intensidade.

Enquanto a FIA estiver fazendo de conta que está punindo, “monstros” estarão sendo criados e de nada adiantará, quando o grande estrago for feito, pegar um jovem como “exemplo” e acabar com a carreira dele em nome de uma “punição exemplar”.

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here