John Player Team Lotus

Ano: 1983
Chassi: 93T
Motor: Renault EF1 1,5L V6 Turbo
Pneu: Pirelli
Fundador e Diretor Técnico: Colin Chapman (Inglaterra)
Chefe de equipe: Peter Warr (Inglaterra)
Projetista: Martin Ogilvie (Inglaterra)

Observações:

O modelo 93T foi, ao mesmo tempo, início e fim de várias fases na Lotus. Constituiu-se no último projeto capitaneado por Colin Chapman, o fundador e diretor técnico, mas representou o ingresso da equipe inglesa na era dos motores turbo. Quando faleceu de ataque cardíaco no dia 16 de dezembro de 1982, aos 54 anos, Chapman já havia definido o carro para a temporada de 1983, projetado pelo inglês Martin Ogilvie. Com o motor turbo da Renault, levava o T em sua denominação. Com o desaparecimento do seu grande líder, a Lotus passou a ser dirigida por Peter Warr, então chefe de equipe. Em meio ao fracasso de 93T, Warr contratou o projetista francês Gerald Ducarouge, trocou os pneus Pirelli pelos Goodyear e lançou o 94T, relegando ao esquecimento o derradeiro Lotus de Colin Chapman.

O Lotus 93T, em que pese os maus resultados, tem participação na história da equipe por representar o fim da era Chapman e o início da era turbo; na foto, o inglês Nigel Mansell no Grande Prêmio de Mônaco de 1983, alijado da prova logo na primeira volta em razão de um acidente (Foto fornecida por Pirelli, Monte Carlo, 15.05.1983)

2 COMENTÁRIOS

  1. Era uma pessoa bastante acessível, disposto a ajudar e sem vergonha de pedir ajuda. Quando o GP voltou à São Paulo pediu ajuda ao nosso pessoal de box, sobre aonde comprar suprimentos e levamos ele ao Carrefour.
    Alguém sabe por anda Gerard Ducarouge?
    No início dos anos 90, em que ele ainda andava pelos boxes, havia uma brincadeira de que se ele fosse Inglês seu nome seria Ducared e se fosse Italiano seria Ducarosso.
    Sem graça? Sei lá!
    Abraços.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here