Por Américo Teixeira Junior – O resultado seria empate se a eleição para a presidência da CBA fosse um concurso de simpatia. Educados, inteligentes e experientes no esporte que abraçaram, Waldner “Dadai” Bernardo e Milton Sperafico dispensam adjetivos.

Porém, por se tratar de uma disputa entre propostas, o Diário Motorsport enviou um questionário para os dois candidatos de modo que pudessem externar os respectivos planos para o futuro do automobilismo brasileiro. Ambos reiteraram o compromisso de respondê-lo.

Mas, antes de as respostas chegarem, gostaríamos que o Leitor conhecesse as perguntas que a ambos foram formuladas:

1 – Qual o motivo de o senhor ser candidato a presidente da CBA?

2 – O senhor se considera capaz de ser presidente da CBA?

3 – Qual o seu currículo no automobilismo?

4 – Quais as atividades profissionais que o senhor desenvolve atualmente em paralelo ao seu posto na CBA?

5 – Quem serão os seus companheiros de chapa para os três cargos de vice-presidente?

6 – Qual o maior mérito da gestão Cleyton Pinteiro que o senhor pretende levar para a sua presidência, caso seja eleito (indicar mais de um, se preferir)?

7 – Qual o maior defeito da gestão Cleyton Pinteiro que o senhor pretende mudar na sua presidência, caso seja eleito (indicar mais de um, se preferir)?

8 – Quais os planos do senhor para o kartismo?

9 – Quais os planos do senhor para o rali?

10 – Quais os planos do senhor para a Arrancada?

11 – Quais os planos do senhor para velocidade na terra?

12 – Quais os planos do senhor para velocidade no asfalto?

13 – Quais os planos do senhor para as categorias de base?

14 – Quais os planos do senhor para a questão dos autódromos brasileiros?

15 – Quais os planos de sua presidência no sentido de se comunicar com a imprensa?

16 – Quais os planos do senhor no que tange a representação internacional da CBA na FIA?

17 – O senhor está satisfeito com a quantidade e qualidade de pilotos brasileiros no automobilismo internacional? Por que?

18 – O senhor considera preocupante o fato de o Brasil estar correndo o risco de ficar sem piloto na Fórmula 1?

19 – Quais os seus planos para a CBA voltar a ter posição de destaque no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, posição essa que existia na Gestão Paulo Scaglione e que se perdeu por completo na atual?

20 – O senhor concorda que piloto não vote para a presidência da CBA?

21 – Que mensagem o senhor transmitiria para o piloto brasileiro sobre o futuro da CBA, caso sua candidatura seja corada de êxito?

22 – Qual a sua opinião sobre o seu oponente na disputa pela presidência?

 

Pingue-pongue 
Nome completo:
Data de Nascimento:
Local de Nascimento:
Cidade onde reside:
Estado Civil:
Filhos?
Formação acadêmica:
Ano em que iniciou suas atividades no automobilismo:
Seu maior sucesso no automobilismo:
Seu maior fracasso no automobilismo:
Sua maior alegria no automobilismo como profissional do esporte:
Sua maior alegria no automobilismo como torcedor:
Sua maior tristeza como profissional do esporte:
Sua maior tristeza como torcedor:
Time de futebol preferido:
Sua melhor qualidade:
Seu principal defeito:
O que gosta de ler:
O que gosta de ouvir:
O que gosta de comer:
Religião:
O que o leva às lágrimas:

Foto destaque: Cleyton Pinteiro, presidente da CBA (Foto FERNANDA FREIXOSA/VICAR)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here