Por Américo Teixeira Junior – Um dos principais pilotos brasileiros de todos os tempos, Alfredo Guaraná Menezes está internado no Hospital das Clínicas, em São Paulo, desde sexta-feira, 9. O estado é considerado grave porque ele sofre de Hepatite B e há a necessidade de um transplante de fígado. Apesar disso, a boa notícia é que ontem deixou a UTI e está na unidade semi-intensiva.

A conta do jornalista Sérgio Louzão, no Facebook, está atualizando o estado de saúde de Guaraná, assim como recebendo mensagens de apoio para o piloto. CLIQUE AQUI e mande sua mensagem para o nosso grande campeão, que entre outras conquistas registra o bicampeonato de Super Vê (1977 e 1978), o campeonato de Fórmula 2 e a participação em Le Mans, quando ao lado de Paulo Gomes e Marinho Amaral, obteve o 2º lugar na categoria – e 7º na Geral – na edição de 1978.

Foto Miguel Costa Junior/Arquivo Motorsport Brasil

14 COMENTÁRIOS

  1. Qdo eu tinha meus 16/17 anos, saia do Rio de Cometa, a meia-noite, para ver a Divisão 3, Guaraná no Fusca Gledson-Amador contra o Ingo em sua Brasília…torcia muito pelo Guaraná, depois o vi disputando com o Piquet e todo aquele grid espetacular da F- Super Vee. Esse se tiovesse ido para a F1 teria vencido muitos Gps.

  2. Ainda a respeito do delicado estado de saúde do Guaraná, mais uma vez eu cobro uma atitude positiva da sempre omissa CBA. Trata-se de um dos maiores pilotos da história da Cba, piloto filiado, chefe de equipe atuante no esporte, gerou muito dinheiro para a Instituição através das centenas de pilotos formados por ele que passaram por seu comando.
    Pergunto: Não seria hora da Cba procurar o piloto, a família a fim de oferecer um apoio? Segundo o candidato a sucessão presidencial da entidade, Waldner “Dadai” a Cba tem mais de 4 milhões em caixa e cá pra nós, pra quem torrou 770 mil reais em gastos indevidos com cartão corporativo, (presidente Cleyton Pinteiro) qualquer auxílio ao piloto internado seria bem-vinda

  3. Alfredo Guaraná Menezes, meu ídolo desde os tempos de garoto quando me equilibrava no muro da curva 3 do circuito antigo de Interlagos para ver suas disputas com Ingo Hoffman na Divisão 3 ou brilhando na F. Super Vê.
    Muitos anos depois o destino nos colocou lado a lado, eu como piloto e ele como meu Chefe de Equipe desde a Fórmula Chevrolet até os títulos na Copa Corsa e DTM Pick-up.
    Guaraná a quem carinhosamente apelidei de “Monstro” tinha a habilidade e a velocidade como suas armas mais poderosas.
    Certa vez conversando sobre corridas com meu amigo Nelson Piquet , falei que meu Chefe de Equipe era o Guaraná, Piquet soltou a seguinte frase: ” Edu, ja pilotei todo tipo de carro, ganhei 3 títulos Mundiais e posso te garantir que jamais em lugar algum ví um piloto tão veloz quanto o Guaraná”.
    Ouvir isso de um Gênio que disputou lado a lado com Mansell, Prost, Senna é no mínimo um prêmio ao talento desse Genial Alfredo Guaraná Menezes.
    Alfredinho, Monstro, Palitinho, que Papai do Céu te dê toda força do mundo para vc se recuperar, fazer o tão necessário transplante e voltar ao convívio da velocidade, velocidade que é a sua praia.
    Eduardo Homem de Mello & Família

  4. Guaraná, grande herói de nossas pistas. Ouvi certa vez em Interlagos, na pista, que você fora tao bom quanto Piquet, talvez até melhor. Irrelevante. Você está entre os grandes. Fique bem driver ! ! ! ! ! e esteja com DEUS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here