Por Americo Teixeira Jr. – Foi apenas o primeiro capítulo da nova fase de Felipe Massa o fato de ele ignorar a ordem da Williams em Sepang. O Diário Motorsport pôde saber que o vice-campeão mundial de 2008 deixou claro para a chefia da equipe que a sua postura ofensiva na Malásia não foi um fato isolado. Massa poderou que será o primeiro a ajudar o time quando necessário, mas não se sujeitará a ordem equivocadas.

Para o ex-piloto da Ferrari, Valtteri Bottas é um grande talento e merece todas as oportunidades, mas que suas conquistas deverão ser por méritos próprios, visto que ambos têm carreiras a zelar. Em bom português, foi como se Massa tivesse dito: Se é capaz de passar, passe; se não, não encha o saco!

O episódio do Grande Prêmio da Malásia foi tão vexatório que nomes históricos do automobilismo – como Niki Lauda e Stirling Moss – se levantaram em favor do brasileiro, que usou toda sua experiência e índole harmoniosa para esclarecer as coisas sem fazer do episódio uma declaração de guerra.

Se a nova geração dos Williams entendeu o recado, somente os próximos capítulos poderão mostrar. Independentemente disso, porém, o novo Felipe Massa chegou para ficar.

Foto Grande Prêmio/Getty Images

Massa_2

4 COMENTÁRIOS

  1. Será que ninguém se lembra de que na Sauber o Felipe ignorou ordens de equipe? Esse é um dos motivos do Brasil ser um caso perdido, já que o povo não lembra de nada mesmo.

    Não lembram do esporte que acompanham, imagina então das maracutaias dos políticos…

  2. Bottas ficou falando que passaria a McLaren, mas não conseguiu sequer realizar uma tentativa de ultrapassagem sobre o Felipe.

    É preciso dar condições iguais e ponto. Cabe aos pilotos na pista decidirem a posição de cada um.

    Jogo de equipe é algo de que tenho nojo, não por acaso sempre tive uma certa admiração pela McLaren e nojo da Ferrari.

  3. Caro Américo. Inicialmente, parabéns pela sempre competente e equilibrada linha editorial. É fato que o Massa, ano passado, que não lhe foi dos melhores, ainda assim alternou momentos ruins com bons momentos. Este ano, parece que o equilíbrio psicológico proporcionado por um ambiente menos “pesado” e “carregado” como o da Ferrari, está favorecendo sua atual consistência nos desempenhos apresentados. Não quero aqui propagar uma teoria da conspiração, mas acredito fortemente na “fritura” de Massa por parte da Ferrari – suspensão de carro quebrando, problemas mecânicos, acertos incorretos, etc. O cara não apresentou aqueles maus resultados à toa não! Tanto é que, passaram a temporada toda ameaçando-o e, ao final, deram-lhe um pé nas nádegas. E continuam andando atrás, achando que o problema era o Massa. Quero ver o Kimi fazer milagre com essa bomba de F14T… De toda sorte, Felipe encontra-se em meio a um dos grids mais competitivos de todos os tempos, o que fará com que procure mais e mais se esmerar em suas performances ao volante de sua promissora Williams. Vamos ficar na torcida!!

  4. Américo,
    Depois da corrida do Bahrein, acredito que o Old Felipe está de volta, dado que, o ímpeto, a marra e a coragem nas divididas voltaram; penso que, sua cabeça está boa, fato, mas, aquele Bottas, eita moleque bom, está empurrando o Massa, fazendo com que ele pilote o fino, voltando a velha forma.
    Para que, um filme de aventura tenha sucesso, o anti herói (bottas), tem que ser equivalente ao herói, ou seja, tão bom (ou mal), quanto o outro.

Deixe uma resposta para Eduardo Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here