dm_adrianoO piloto brasileiro Adriano Medeiros (foto), ex-competidor do Campeonato Paulista de Automobilismo e atualmente radicado na Inglaterra desde 2003, trabalha com o objetivo de ser um dos participantes Speed Racing Series UK (http://www.speedracinguk.com), competição de protótipos existente na Inglaterra e que para esta temporada será ampliada em uma categoria.

À classe CN1 será adicionada a CN2. A Speed Racing, empresa organizadora, limita a motorização em até 2.000 cc e a diferença entre as duas categorias está no trabalho desenvolvido nos motores, cujas rotações estão limitadas em 8.500 rpm e 7.800 rpm, respectivamente.

No sentido de baratear os custos, os carros construídos para a CN2 partem de kits pré-determinados. Segundo Medeiros, dentre os modelos estão os ingleses Chiron e Juno e os franceses Ligier e Norma, mas há vários outros, que se assemelham aos bólidos da categoria III do Campeonato Brasileiro de Endurance.

O calendário é composto por oito eventos, todos entre três e seis horas de duração. A temporada começará em Donington, no dia 18 de abril, seguindo depois para Anglesey, no País de Gales (16 de maio); Spa-Francorchamps, na Bélgica (29 de maio), e rodada dupla em Assen (Holanda) nos dias 11 e 12 de julho. Na sequência, as três últimas rodadas serão na Inglaterra, com provas em Brands Hatch (1º de agosto), Snetterton (22 de agosto) e final em Silverstone, em 10 de outubro.

Mesmo convivendo com a falta de patrocinadores e sem recursos próprios que lhe permitissem pagar uma temporada, Adriano Medeiros tem conseguido disputar algumas provas avulsas de certames como Fórmula Ford Inglesa (2006), Britcar de 2007, com Porsche 993, e a Radical UK Cup, no ano passado. Tais espaços têm sido conquistados através de sua atuação como instrutor do complexo automobilístico que o ex-piloto de Fórmula 1, Jonathan Palmer, possui na Inglaterra.

O trabalho dedicado na formação de pilotos tem permitido a Medeiros receber alguns convites, mas sem que houvesse até aqui uma oportunidade de disputar toda a temporada. Agora, em 2009, poderá ser diferente. Basta uma força. Contatos com o piloto brasileiro poderão ser feitos pelo e-mail [email protected].

6 COMENTÁRIOS

  1. Aeh Adriano Acelera brazuca…. parabens. que conquiste muitas vitorias.. aparece sempre lá no team speak do 3wideclub nas corridas virtuais, para passar suas experiencias….

    Aeh vamus querer futuramente fazer um campeonato, o vitorioso tu doa suas luvas, ou capacete.. hehehehehehehehehehehehehe

  2. Parabéns pela matéria. Ver o Adriano nessa nova etapa de sua vida me deixa muito feliz por ter acompanhado um pouquinho de sua história e saber que sua vontade e perseverança não foram abaladas com as dificuldades e adversidades. É isso ai “MERMÃO” manda ver, pois você é um exemplo pra nós que deixamos nossa terra natal com muitos sonhos na bagagem. Que Deus continue te abençoando e te guardando em todas as coisas. “””””””””””Jesus Saves””””””””””””
    Grande Abraço,
    Alan Carvalho

  3. Vitor Obrigado pelas palavras de encorajamento. Realmente e algo para se dar uma certa atencao pilotos brasileiros com vontade e talento, nao digo so por mim. Mas seria interessante ver pilotos como o Piquet de novo no cenario internacional.

    Marco sem duvida o automobilismo europeu e muito interesssante e privilegiado pela tecnologia estar facilmente ao alcance deles.
    Agora a minha vinda do paulista ate aqui e uma hisotira que se iniciou em 1994 e se estende ate hoje. Quanto as dificuldades neste caminho e melhor nem mencionar para nao desanimar aqueles que tem o mesmo sonho.

    No Brasil existe hoje uma ideai sensacional mencionada na materia que e brasileiro de endurance. CAbe a nos apaixonados pelo esporte apreciar categorias como essa e dar apoio para que crescam e se tornem tao boas quanto as europeias.

    Mas agradeco muito o interesse e atencao em comentar a materia.

    Obrigado

    Adriano Medeiros

  4. Bom até eu q/não sou bobo preferiria pilotar um “radical”na inglaterra do que correr no paulista ,nada contra.
    Esta iniciativa deveria ser seguida p/aqui,um campeonato de prototipos de baixo custo,motor 2 litros e um desenho modernão.O Pessoal da brascar começou um projeto bem legal q/fim deu ?

  5. Parabéns pela matéria Américo. Realmente a dificuldade de patrocínio e apóio a pilotos não limita-se apenas ao cenário brasileiro, infelizmente! Pilotos com o talento e garro do Adriano devem ser reconhecidos e valorizados, e não infelizmente apenas olharmos para os pilotos que estão em destaque pela sua situação financeira!

Deixe uma resposta para Marco Lentini Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here