Foram constatadas “discrepâncias” contábeis e documentais em filiação de pilotos

Por Américo Teixeira Junior

O presidente da FAUESC João Alfredo discursa na solenidade de premiação da temporada 2018 do automobilismo catarinense (Reprodução Facebook da FAUESC)

Auditoria interna da CBA identificou indícios de irregularidades na Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina (FAUESC) e, agora, a apuração está sendo aprofundada para comprovar ou não tais suspeitas, pôde saber o Diário Motorsport.

São basicamente dois os procedimentos em avaliação:

1 A entidade estadual, presidida por João Alfredo de Novaes, não teria registrado na CBA uma parcela de seus filiados, o que resultaria em “evasão de filiação”, que é quando o competidor faz sua filiação no âmbito local, efetua os respectivos pagamentos, mas nada disso consta nos registros da Confederação. No caso específico, se comprovada a omissão da FAUESC, alguns pilotos e navegadores catarinenses teriam competido de forma irregular, mesmo que involuntariamente;

2 Teria existido a cobrança de uma “taxa de seguro”, sem amparo na legislação desportiva, uma vez que o seguro é oferecido pela CBA, para todos os filiados, sem custo.

Procurado, o presidente Novaes não havia se posicionado até o fechamento dessa matéria. Já a CBA, por intermédio do Departamento de Comunicação, assim se pronunciou:

“Uma auditoria interna verificou discrepâncias entre os números referentes às emissões de seguro e de carteiras de pilotos no estado de Santa Catarina. Um levantamento detalhado do ocorrido já está em andamento. A federação local já foi informada do problema e será convocada para prestar de forma oficial os seus esclarecimentos. Repassaremos todo o material colhido para a análise de uma auditoria independente. Apuraremos os fatos com rigor, isenção e precisão”.

4 COMENTÁRIOS

  1. Olha, sobre esse assunto da federação, quero deixar aqui a minha opinião como piloto, e deixar claro que não estou defendo pessoas, e sim defendendo uma questão técnica, eu apoio a FAUESC nesse quesito das carteirinhas de fazer parcelado, pois aos pilotos domingueiros assim como eu, era uma vantagem, com toda a certeza vendo TODOS os pilotos reclamando de custos e varios pilotos deixando de correr por esse motivo, com essa situação de ter que pagar o valor total da carteirinha com certeza muitos grids irão diminuir, os pilotos amadores e domingueiros digo que 60% não irão fazer, e irão continuar “brincando” nos finais de semana e quando tiver corridas oficiais não irão participar. Deixo aqui a minha opinião pois julgo importante falar realmente a realidade, e não é questão de defender fulano ou beltrano, sou da opinião que corrupção tem q ser erradicada, mas ações pra ajudam a promover o esporte devem ser mantidas independente de ego ou interesses outros, é lamentável.

    • uma rapida consulta ao site da cba e da pra ver que existe 3 “Felipe Paes” cadastrados, 2 sao de sp e 1 do rj.
      assim eh facil defender maracutaia quando se eh um dos beneficiados. comece erradicando a corrupcao por vc msm
      aproveitando felipe diga em qual artigo a cba proibe o parcelamento

  2. Excelente trabalho investigativo porém o resultado somente será positivo se estiver de acordo com a vontade dos “interessados”. Até hoje ninguem contestou o dinheiro que sai da CBA e deveria retornar aos pilotos mas são utilizados em viagens importantíssimas com membros de comissões que não existe no Brasil veiculo similar ou mesmo possa justificar a presença de um representante, aliás para facilitar nossa única representatividade deveria estar no kart e no Conselho mundial este último perdemos nossa cadeira. Também poderiam os pilotos contestaram a presença do ex presidente na Codasur, depois de seu excelente desempenho junto a CBA e de um escândalo não apurado com utilização do dinheiro dos pilotos. MAS É SÓ VER A LISTA DAS FEDERAÇÕES VOTANTES, SEUS DÉBITOS E SUA REAL CONDIÇÃO DE VOTO PREVISTA NOS ESTATUTOS.
    PAULO ENÉAS SCAGLIONE

    • Pois é Doutor Paulo. Na CBA destes ultimos anos é assim: Mexe no dinheiro dela… Acaba o amor! Saudades do tempo do senhor!

Deixe uma resposta para piloto revoltado Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here