Com a medida, o representante da FADF participará da Assembleia Geral Eletiva do próximo dia 15

Por Américo Teixeira Junior

A partir de R$ 10/mês, você pode colaborar com o Diário Motorsport independente e investigativo CLIQUE AQUI E PARTICIPE!

Brasília respira o ar da tranquilidade … pelo menos na esfera do automobilismo. Depois de tempos conturbados, a Federação de Automobilismo do Distrito Federal (FADF) saiu da lista de federações devedoras da CBA e recuperou direito a voto. Nesta segunda-feira, 11, foi pago um boleto no valor de R$ 147.120, zerando um débito que vinha se acumulando ao longo dos últimos quatro anos, pelo menos.

Resolvida a pendência, a federação de Brasília estará na próxima sexta-feira, 15, escolhendo o novo presidente da CBA entre os candidatos Milton Sperafico e Giovanni Guerra. Caso consigam seguir pelo mesmo caminho da FADF, FAUESC e FAMS também poderão votar, desde que zerados os débitos.

O voto inicial de Brasília era de Sperafico, inclusive com o então presidente Luiz Caland figurando como candidato a primeiro vice-presidente na chapa de Oposição. Seguiram-se, porém, o pedido de impugnação da chapa, a substituição do candidato e, na sequência, a renúncia de Caland ao cargo de presidente da FADF.

Essa maratona de acontecimentos fez Brasília migrar o candidato Guerra, dado o grande apoio que tem de Nelson Piquet. Coube ao tricampeão, que é presidente de honra da FADF, ajudar o novo presidente Renato Constantino a sanar a dívida com a CBA e será ele, e não Constantino, o representante da FADF na Assembleia Geral Eletiva.

Em razão da pandemia, foi alugado espaço de 342m² no Hotel Prodigy Santos Dumont, Aeroporto Santos Dumont, centro do Rio de Janeiro, para que a eleição ocorra de acordo com os marcos regulatórios de distanciamento e cuidados sanitários.


Capa/Destaque: Nelson Piquet – Foto FIA F3 Media (Zandvoort, Holanda, 16.07.2016)

Acompanhe o Diário Motorsport no Youtube Twitter  Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here