(De São Paulo – SP, por Américo Teixeira Jr.) Hélio Neves, pai do piloto da Indy Hélio Castroneves, achou ótimo o fato de o apresentador do Capacete de Ouro, Otávio Cesqui Jr., não ter lhe dirigido perguntas na noite de terça-feira, em São Paulo, durante a premiação concedida pela revista Racing. De posse do prêmio principal da categoria Top, conquistado pelo filho em disputa com Tony Kanaan e Mario Moraes, Hélio não teria condições, mesmo, de falar. Com lágrimas nos olhos, acabava de ver o vídeo gravado por Helinho exclusivamente para exibição durante a cerimônia (aqui).

Na mensagem, o competidor pediu desculpas pela ausência, justificada por compromissos profissionais nos Estados Unidos e pelo fato de sua mulher, a colombiana Adriana Henao, estar próxima dos nove meses de gravidez, com o nascimento de Mikaela sendo aguardado para as próximas semanas.

Dirigindo-se ao presentes no Teatro Alpha, comemorou as conquistas de 2009 e agradeceu o grande apoio dos familiares e amigos que estiveram ao seu lado na difícil fase do julgamento no início do ano. “Vocês sempre cuidaram de mim e no momento mais difícil da minha vida estiveram lá, com muita força, muito carinho e muito amor. Amo muito vocês“, disse Helinho ao pai, à mãe D. Sandra e à irmã Katiúcia. Por fim, dedicou o prêmio “ao meu grande herói, meu pai“.

Por trás do vídeo

Para o tricampeão da Indy 500 não foi, simplesmente, postar-se diante do computador e proferir algumas palavras. Na verdade, foi uma verdadeira produção. Helinho queria aproveitar a ocasião para fazer um amplo agradecimento, dividir a ansiedade pela nascimento da filha e passar uma mensagem de fraternidade, fé e otimismo.

Ele estava em Atlanta, onde foi passar o feriado de Ação de Graças com Adriana e família. De retorno a Miami na segunda, 30, foi direto para a casa da irmã Katiúcia e lá, sob a direção e produção do cunhado Eduardo Assola, realizou a gravação. Havia até um roteiro de base, mas ele preferiu se soldar, “ouvir o coração” e proporcionou, assim, um dos vários momentos de emoção do Capacete de Ouro.

De volta à platéia segurando o “seu” troféu, Hélio ocupou o seu lugar ao lado de Pedro Muffato e o veterano piloto o cumprimentou de forma calorosa, assim como a piloto Suzane Carvalho, o ex-presidente da CBA Paulo Scaglione e o piloto Djalma Fogaça, entre outros, todos nas poltronas principais do teatro. Agradecido, sentou-se e se manteve em silêncio por certo tempo, afinal, a manifestação pública de carinho falou tão alto ao coração que ele precisou de um tempo para se recuperar da emoção. Coisas que só quem é pai também pode entender.

Hélio Neves, pai e principal incentivador do filho Helio Castroneves, representou-o na premiação do capacete de Ouro 2009 (Foto Vinícius Nunes)
Hélio Neves, pai e principal incentivador do filho Helio Castroneves, representou-o na premiação do Capacete de Ouro 2009; ao lado, a exibição do vídeo (Fotos Vinícius Nunes)

dm_capacete_de_ouro_2009_castroneves_01.12.2009_vn1

3 COMENTÁRIOS

  1. Deve ter sido mesmo uma situação emocionante tambem para os presentes.
    Imaginem uma relação tão bonita pai/filho sendo exposta assim a todos os presentes.
    Exemplo pata todos.

  2. O Helinho escolheu um momento bastante oportuno para se tornar pai por que com o nascimento desta criança ele vai ficar cada vez mais renovado e com muita alegria e felicidade no seu dia dia de todos seus familiares que passaram por momentos tão dolorosos e marcantes.

  3. Pena que alguns não tenham manifestado o apoio imediato ao Helinho e familia, talvez teriamos evitado as marcas (visiveis) do desgaste fisico e mental com o “embrolio” em que envolveram nosso grande piloto, com reflexo em toda sua familia e seus verdadeiros amigos. Mas como nunca é tarde vamos continuar torcendo por novas conquistas, não só do Helinho mas para todos pilotos que representam dignamente nosso automobilismo no exterior.
    Paulo Scaglione

Deixe uma resposta para PAULO SCAGLIONE Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here