O piloto da equipe Full Time Sports fez da prova de abertura da temporada uma verdadeira celebração à vida

Por Américo Teixeira Junior – Fotos Duda Bairros/Vicar

Ao lado do português Filipe Albuquerque, Rubens Barrichello fechou na 2ª colocação em Interlagos

A Corrida de Duplas da Stock Car foi um verdadeiro “gol” da Vicar, empresa promotora da categoria e dirigida por Rodrigo Mathias. A prova que marcou a abertura da temporada 2018 da categoria no último sábado, 11, em Interlagos, teve grid cheio, pilotos renomados, muitas disputas e momentos de emoção. Teve também – e principalmente – um nome que se sobressaiu: Rubens Barrichello.

O caráter internacional foi potencializado pelo regulamento particular da competição, que procurou coibir a formação de duplas com convidados que até recentemente estiveram na Stock Car. O resultado foi a presença de 16 pilotos estrangeiros no grid e seis brasileiros que competem no automobilismo internacional, dentre os convidados. E esse número poderia ter sido ainda maior, não fossem os compromissos de Helio Castroneves, que foi obrigado a recusar o convite de Max Wilson. Nem por isso o titular da Eurofarma RC deixou de ter a seu lado um piloto com experiência internacional, pois chamos Felipe Giaffone.

E tudo isso sem contar Nelson Angelo Piquet (Texaco Racing) e Lucas di Grassi (Hero Motorsport), que estrearam na Stock Car como titulares e fizeram par, respectivamente, com Robin Frijns e Augusto Farfus. E teve também Felipe Massa como convidado de Cacá Bueno na Cimed Racing, Ricardo Maurício e Felipe Nasr na Full Time Sports e por aí vai.

Apesar de extremamente curta a corrida em se tratando de uma competição de duplas, o público teve diante de si um desfile de grandes pilotos, disputas apertadas em alto nível e o advento da chuva só fez adicionar um “tempero” extra.

João Paulo de Oliveira e Daniel Serra dominaram a classificação e a Corrida de Duplas

A vitória de Daniel Serra e João Paulo de Oliveira (Eurofarma RC) foi um marco. Campeão da Stock Car e vencedor em Le Mans, o filho de Chico Serra manteve a trajetória que fez dele o principal piloto brasileiro de Turismo em 2017. Por outro lado, foi um privilégio para os fãs brasileiros verem de perto a tocada de João Paulo, piloto que é um dos principais nomes brasileiros no automobilismo de todos os tempos.

E tantas outras participações exponenciais poderiam ser destacadas, mas nenhuma delas teve a dimensão atingida por Rubens Barrichello. Para o vice-campeão mundial de Fórmula 1, estar na Corrida de Duplas foi muito mais do que simplesmente cumprir uma etapa do calendário. Simbolizou o retorno à vida plena, depois de sofrer um problema de saúde e ficar internado por 11 angustiantes dias. Daí sua grande emoção e se constituir, objetivamente, no grande nome em Interlagos.

Um grid de qualidade para categoria nenhuma no mundo botar defeito (Foto Fernanda Freixosa/Vicar)
Compartilhar

Muito obrigado por participar. Forte abraço, Americo Teixeira Jr.