Grupo da equipe tetracampeã foi abordado por bandidos armados na Avenida Interlagos

Por Américo Teixeira Junior, de Interlagos

Membros do corpo técnico da equipe Mercedes foram assaltados quando o carro que ocupavam foi interceptado na Avenida Interlagos, instantes após deixar o Autódromo de Interlagos, na noite de sexta-feira. Os estrangeiros foram obrigados a entregar objetos pessoais. Apesar do susto, o grupo chegou a salvo no hotel.

O Diário Motorsport pôde saber que membros das polícias militar e civil estiveram no autódromo na manhã deste sábado, inclusive com fotos de suspeitos para que pudessem ser identificados pelas vitimas. A direção da equipe, porém, preferiu não prestar queixa.

Além da inevitável e negativa repercussão, várias orientações de segurança foram passadas para os grupos que estão trabalhando no Grande Prêmio e medidas foram tomadas para, pelo menos, evitar a repetição. As forças policiais reforçaram o policiamento nos pontos críticos do local, notadamente no período da noite, a equipe alemã passou a ser escoltada e até FIA fez recomendações de segurança para os jornalistas.

Fato é que na noite de sexta, o policiamento era mínimo na região e, depois do estrago, era visível no mesmo período, no sábado. Conhecidos os problemas de segurança da área e com o histórico de ocorrências em anos anteriores, era lícito supor, de tão óbvio, que houvesse um cuidado especial. Não houve, só depois de a “casa cair”.

 

Compartilhar

Muito obrigado por participar. Forte abraço, Americo Teixeira Jr.