Disputado integralmente em Santa Catarina, o certame nacional de 2017 foi o primeiro sob o comando de Waldner Bernardo

Por Américo Teixeira Junior

Algumas categorias tiveram grids superiores a 30 karts na Final (Foto Bruno Gorski/CBA)

Quando Pedro Sereno assumiu a Comissão Nacional de Kart, o local do Brasileiro deste ano já havia sido escolhido e os trabalhos estavam em curso sob o comando do seu antecessor, o paranaense Rubens Gatti. Comum a ambos, a visão bem ampla do kartismo, as necessidades da modalidade e muita, muita experiência. Mas apesar de já ter ocupado o mesmo cargo na Gestão Paulo Scaglione, Sereno teve apenas quatro meses para introduzir seu método de trabalho, o que não impediu que 52º Campeonato Brasileiro de Kart, encerrado no sábado, 22, no Kartódromo Internacional Beto Carrero, fosse classificado o melhor de toda a história da competição.

Segundo números da Confederação Brasileira de Automobilismo, foram 522 pilotos inscritos, dentro os quais 19 consagrados campeões. Os trabalhos foram dirigidos pessoalmente pelo presidente Waldner Bernardo, que manteve o prêmio de uma temporada na Fórmula 3 Academy para a categoria Sudam, conquistado por Lucas Okada) e entregou equipamentos para alguns competidores em início de carreira.

Gabriel Koenigkan e Heitor Dall’Agnol, respectivamente, campeão e vice da Mirim, ganharam kart (Birel Sudam) e motor (Honda GX-160) para competirem na Cadete. Cada um recebeu um conjunto completo. A Mecânica Riomar (Kart Mini) premiou Antonella Bassani e Lucas Mendes com um kart cada para a Junior Menor. O mesmo fez a IAME Brasil, fornecendo dois motores MY-2013.

Tudo isso pôde ser visto ao vivo em sua totalidade. Fosse pelo SporTV, canal por assinatura da Rede Globo, ou pela tela e/ou site da CATVE, de Cascavel (PR), o Brasileiro realizado no complexo catarinense de entretenimento atingiu uma visibilidade jamais vista. A geração de imagem foi da Master TV, a principal empresa brasileira do setor em eventos de automobilismo, que entre outras atividades, gera imagens da Stock Car e dá suporte à Globo no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.

De fato, não se tratou de algo inédito, pois em outras ocasiões também ocorreram transmissões ao vivo do Brasileiro, mas nunca com o alcance proporcionado pela edição deste ano, que contou também com um processo totalmente online de inscrição e um vasto programa de comunicação.

Bernardo e Sereno ficaram obviamente satisfeitos, mas já projetam melhorias para o ano que vem. É que não houve tempo para implantar, de uma única vez, tudo o que foi pensado para o Brasileiro. Antes mesmo de o último campeão ser conhecido, o presidente da CBA já discutia com interlocutores sobre planos futuros. Já Sereno, que também preside a Federação Mineira de Automobilismo, já estava pensando na edição 2017 da Copa Brasil, marcada para outubro no Kartódromo Paladino, em Conde, Paraíba.

Os campeões

O evento, como um todo, aconteceu ao longo de 12 dias. A primeira fase, iniciada com treinos no dia 11 de julho, conheceu seus campeões no sábado, 15. Os treinos da segunda fase começaram a seguir e o desfecho ocorreu no dia 22. As disputas obedeceram o formato CIK-FIA, que consiste em provas classificatórias para a formação do grid da grande final, aquela que isoladamente decide o campeão de cada categoria.

Veteranos na competição, o paulista Renato Russo e o carioca André Nicastro ampliaram ainda mais suas conquistas. A faturar o título da Super Sênior, Russo atingiu a marca de nove títulos no Brasileiro de Kart. Nicastro, por seu turno, tem agora oito, somando o da Sudam.

Conheça os novos campeões brasileiros (clique no nome e veja o resultado oficial by Cronoelo Cronometragem):

Mirim

(Grid na Final: 21 karts) – Campeão Gabriel Koenigkan #7 (FADF)

Cadete

(Grid na Final: 21 karts) – Campeão Enzo Bettamio #273 (FASP)

Junior Menor

Ricardo Gracia Filho (Foto Cris Reis/PlanetKart Images)

(Grid na Final: 24 karts) – Campeão Ricardo Gracia Filho #105 (FASP)

Junior

(Grid na Final: 24 karts) – Campeão Diego Ramos #13 (FASP)

Sudam

André Nicastro (Foto Cris Reis/PlanetKart Images)

(Grid na Final: 37 karts) – Campeão André Nicastro #28 (FADF)

Sudam Junior

Felipe Baptista (Foto Bruno Gorski/CBA)

(Grid na Final: 9 karts) – Campeão Felipe Baptista #121 (FASP)

Graduado

(Grid na Final: 26 karts) – Campeão Pedro Michellon Goulart #119 (FGA)

Shifter Graduado

(Grid na Final: 17 karts) – Campeão Gaetano Di Mauro #1 (FPRA)

Shifter Sênior

(Grid na Final: 17 Karts) – Campeão Waldir Belizário Junior #222 (FASP)

Novato

(Grid na Final: 36 karts) – Campeão Ricardo Pinheiro #27 (FPRA)

F4 Graduado

João Antonio Cunha (Foto Cris Reis/PlanetKart Images)

(Grid na Final: 34 karts) – Campeão João Antonio Cunha #24 (FPEA)

F4 Super

Matheus Della Coletta (Foto Cris Reis/PlanetKart Images)

(Grid na Final: 21 karts) – Campeão Matheus Della Coletta #277 (FAEM)

F4 Kart Super Sênior

(Grid na Final: 32 karts) – Campeão José Spengler Neto #12 (FAUESC)

F4 Sênior

(Grid na Final: 34 karts) – Campeão Flaviano Ramos #104 (FAUESC)

Super Sênior

(Grid na Final: 35 karts) – Campeão Renato Russo #62 (FPEA)

Super Sênior Master

(Grid na Final: 16 karts) – Campeão Jedson João Vicente #125 (FPRA)

Sênior A

(Grid na Final: 35 karts) – Campeão Alain Sisdeli #1 (FGA)

Sênior B

(Grid na Final: 36 karts) – Campeão Marcelo Brandão #15 (FMA)

Vintage

(Grid na Final: 12 karts) – Campeão Eduardo Pimenta #82 (FASP)

Compartilhar

Muito obrigado por participar. Forte abraço, Americo Teixeira Jr.